quinta-feira, 5 de julho de 2012

Pelas maneiras céticas e manias crentes...
Não sobram, não faltam! Reflexos de um orgulho espelhado...
Tua lucidez escorrida fere, fere...
A única Esperança que lateja de tanto...
Aperto!

Nenhum comentário:

Postar um comentário