segunda-feira, 27 de agosto de 2012


Então, de repente
Num desvio
Neste corpo... Pedaço meu
Loucura se torna defesa...

domingo, 26 de agosto de 2012


O crente e o descrente não estão tão distantes assim, ambos sofrem de digestão ao exagerar daquilo que os alimentam.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Se o Sol me promete, acredito!
Sou bem assim... Todo teu se eu quiser!
O tempo que contar
Com esboços, com reflexos, com esboços...
E nem tente me tranqüilizar
Porque na verdade, espontaneamente acontece...
E Pode!

sábado, 4 de agosto de 2012

Não que eu seja
Ou nem sempre sou o que convém aos outros e a mim
Mas às vezes falta imaginação
E sem ela tão faiscante não há...
Minuto a minuto
Aceso e apagado
Um corte e um sonho e circula o sangue! Então...
Algumas doses, cortes e sonhos atropelados
Quer ser feliz? Imagine-a
Deseja alguém? Imagine!
Inquietação? Imagine-se!
Faça Vida e não terá pouco com ela...

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Vejo tamanha Esperança entre as tímidas rugas
As mesmas rugas que descansam o corpo e estranham os olhos
Desenham no tempo e ao tempo uni...
Outono, sossego, urgência e alguém!

Sinto graça até mesmo nos vasos tristes
Manias nos quintais
Protestos e raízes...
Folhas e Fé... E folhas novamente!